Livro

Conta-me Uma Adivinha

Conta-me Uma Adivinha

  • titulo original Tell Me a Riddle
  • tradução Manuela Gomes
  • prefácio Diana V. Almeida
  • páginas 152
  • ano 2016
  • edição 1.ª
  • preço 15,00 €
  • isbn 978-972-608-280-4

Ler Conta-me Uma Adivinha (1961), a obra mais famosa de Tillie Olsen, é «um longo baptismo nos mares da humanidade», nos quais é «melhor mergulhar do que viver como se nada fosse». Este clássico americano inclui quatro contos dos anos 50 e 60, e nele avistamos vários náufragos num oceano de adversidades, cujas vidas Tillie Olsen resgata com nobreza: a mãe angustiada de «Estou aqui a engomar», que reflecte sobre a filha e o seu espírito vincado pela Grande Depressão; o militante marinheiro Whitey, que afoga a solidão em copos de uísque e entre velhos amigos, em «Eh, marujo, que navio?»; as crianças de «Oh, sim», a história de uma amizade varrida pelas ondas da segregação; e, em «Conta-me uma adivinha», Eva, uma velha matriarca à beira da morte, decidida a remar contra a maré da sociedade patriarcal. Em linhas com «uma pureza e uma dignidade extraordinárias», segundo Alice Munro, as vozes submersas pela vida doméstica encontraram uma merecida expressão poética, rara até então.

Autores

Tillie Olsen

Tillie Olsen []


Baleia
Sei Porque Canta o Pássaro na Gaiola
O Caçador de Histórias
Políticas da Inimizade
Quinzinzinzili
Nota sobre a Supressão Geral dos Partidos Políticos